Biênio 2016 - 2017

Biênio 2016 - 2017

Pesquisar

Acesso Rápido ao Blog

Arquivo do Blog

O que é sucesso? A palavra tem muitos significados, mas para efeito dessa meditação vamos concordar que em nossa cultura sucesso significa a conquista, senão de todas, pelo menos de uma destas três coisas: riqueza, poder e prestígio.


Þ    Riqueza:

Quem questionaria o fato de que a riqueza é reconhecida como um indicador de sucesso em nossa sociedade? Os que a possuem são tratados com distinção e honra, enquanto os que não a possuem são desprezados.
Cristãos na igreja primitiva em algum momento começaram a agir dessa forma, dando preferência aos ricos e humilhando os pobres. Caso contrário Tiago não precisaria ter escrito o que escreveu em Tiago 2.2ss.

Þ    Poder:
O ser humano gosta de pensar que pode determinar seu próprio destino e, por isso, rejeita situações que fogem ao seu controle. Daí o fascínio que o poder exerce sobre nós.

Þ    Prestígio:
Mesmo não possuindo dinheiro e poder, alguém pode sentir-se uma pessoa de sucesso se tiver o respeito e a admiração de seus companheiros.
Gostamos de prestígio e por isso exageramos nossas conquistas, minimizamos nossos fracassos e supervalorizamos nossos títulos. São símbolos de sucesso.

De fato, e possível identificar esses três “indicadores de sucesso” no texto sobre a “tentação de Jesus” conforme narrada pelo evangelista Mateus:
·         “Manda que estas pedras se tornem em pães” – A tentação do uso do poder em benefício próprio.
·         “Se és Filho de Deus, lança-te daqui abaixo” – A tentação com relação ao prestígio.
·         “Tudo isso (todos os reinos do mundo) te darei, se, prostrado me adorares.” – A tentação da conquista da  riqueza a qualquer custo.

As respostas de Jesus nos três momentos da tentação sugerem critérios diferentes para avaliar sucesso. Jesus sugere que a Fidelidade a Deus é o fundamento de seu sucesso.

Mais tarde, em Mateus 20.20-28 na história do “pedido da mãe de Tiago e João”, Jesus esclarece que, de acordo com os padrões do Reino de Deus, qualquer que quiser tornar-se grande, ou ser o primeiro, deve ser servo de todos“assim como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir...”.

Desta forma, fidelidade e serviço parecem ser os verdadeiros indicadores de sucesso do ponto de vista de Deus. O verdadeiro sucesso encontra-se, de fato, na alegria da fidelidade e do serviço.

Ensina-nos bom Senhor, a servir-te como tu mereces (...) a esforçar-nos e não querer prêmio a não ser o de fazermos tua vontade (Ignácio de Loyola).

Tenha um excelente período do advento na presença daquele cuja fidelidade é grande e que veio para servir!

Bispo João Carlos

No Cenáculo

Revista Escola Dominical