Biênio 2016 - 2017

Biênio 2016 - 2017

Pesquisar

Acesso Rápido ao Blog

Arquivo do Blog

No momento em que escrevo essa reflexão, nosso colega e irmão pastor Luciano Pereira, sua esposa Shirley e sua filha Maria estão num avião rumo a Lima – Peru.

Em fevereiro o missionário Hugo Pereira Filho e sua esposa Daiane partirão para Tarapoto, também no Peru e, no segundo semestre, o pastor Luiz Fernando, sua esposa Dani e seus filhos Luiz e Samuel deverão partir para a Inglaterra. Já no ano passado a Keren Cascione foi para a Alemanha, em trabalho missionário, com apoio da região.

Assim, neste biênio, a nossa Sexta Região inicia definitivamente seu projeto de envio missionário transcultural em tempo integral para todos os lugares para os quais o Senhor nos permitir enviar.



Para todos nós isso deve ser motivo de alegria e gratidão a Deus. Estamos procurando obedecer a um aspecto fundamental da vida cristã – o mandato missionário.
A missão não é uma invenção da igreja. A missão é uma idéia do próprio Deus. O nosso Deus é um Deus missionário que deseja que “todos se salvem”. Ele enviou seu filho Jesus para que “todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. E o filho estabeleceu a igreja fazendo a seguinte afirmação: “como o pai me enviou, eu vos envio”.

Assim, a Igreja existe para a missão. Fazer discípulos em todos os lugares é a razão de ser da igreja. E um projeto missionário consistente se estabelece a partir de três fundamentos:


1. Um Deus compassivo
2. Uma mensagem convincente
3. Um povo comprometido

Os dois primeiros fundamentos são responsabilidade de Deus. O terceiro é nossa responsabilidade. Se não evangelizarmos nossa geração, ela não será evangelizada. Nosso desafio é a mobilização da igreja para um compromisso definitivo com a missão de “indo, fazer discípulos”.

Desta forma, como pastores/as e líderes do povo de Deus na Sexta Região, precisamos entender e ajudar nosso povo a entender que:

• Uma igreja de manutenção é inaceitável;

• Todo esforço de avanço missionário deve ser apoiado;

• Todo discípulo é um missionário (indo, orando, contribuindo);

• Estamos juntos nesse desafio.

Que o nosso Deus, o Deus missionário, continue a nos dar discernimento e graça.


Bispo João Carlos

No Cenáculo

Revista Escola Dominical