Biênio 2016 - 2017

Biênio 2016 - 2017

Pesquisar

Acesso Rápido ao Blog

Arquivo do Blog

“Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo” Hebreus 3.12
O versículo acima é uma verdade tão direta que quase não requer comentário. Uma criança pode entendê-lo tão bem quanto um adulto.

Esse versículo fala aos/às discípulos/as de Jesus do século XXI tanto quanto falou aos/às discípulos/as do primeiro século. Não importa onde estejamos vivendo; não importa quanto tempo faz que estejamos andando com Deus; não importa em que família tenhamos sido criados; não importa o título ou a função que tenhamos.


Todos nós conhecemos a propensão do nosso coração para o pecado. E quando o pecado não é tratado por um período de tempo, ele leva o nosso coração para longe de Deus.Todos nós sabemos também que o pecado e a justiça de Deus não coexistem de maneira pacífica. Assim, ou nos desviamos do pecado ou nos afastamos do Deus vivo.

Todos nós conhecemos pessoas que se afastaram da verdade, mas por outro lado também conhecemos pessoas que se arrependeram dos seus pecados e voltaram para o Deus vivo.

A natureza humana não mudou. Tem sempre uma tendência de querer mergulhar em águas perigosas. Por isso, alertas como o do versículo acima são tão importantes, mesmo para nós e, talvez, em especial para nós, líderes do povo de Deus.

Na verdade, eu gostaria de colocar a mão no seu ombro e, olhando nos seus olhos, citar esse verso de maneira personalizada: “tende cuidado, irmão/irmã, jamais aconteça haver em você perverso coração de incredulidade que o/a afaste do Deus vivo”. E, quem sabe, você pudesse fazer o mesmo comigo. Sim, eu (tanto quanto você) preciso desse alerta bíblico!

Dessa forma estaríamos também vivendo o espírito do verso seguinte: “exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado” Hebreus 3.13.
Meu irmão, minha irmã, enquanto continuamos a caminhar por fé e não por vista, que o nosso
Deus nos conceda graça para continuarmos andando nos seus caminhos, desprezando o mal, apegando-nos continuamente ao bem.


Que não nos falte o zelo e que mantenhamos fervor espiritual, servindo ao Senhor!

Bispo J. Carlos

No Cenáculo

Revista Escola Dominical