Biênio 2016 - 2017

Biênio 2016 - 2017

Pesquisar

Acesso Rápido ao Blog

Arquivo do Blog


“Tu, porém, és sempre o mesmo, e os teus anos jamais terão fim” 
(Salmo 102.27)
Outro ano está se encerrando. Para alguns de nós foi um ano de mudanças significativas: o nascimento de um/a filho; um casamento na família; o nascimento de um/a neto/a; um/a filho/a que passou no vestibular; uma nova igreja. Além desses motivos de celebração, alguns de nós também tivemos experiências doloridas: a perda de uma pessoa querida; a luta contra uma enfermidade; uma decepção na família.

O ano de 2012 está aí e, de fato, não sabemos o que nos espera. Haverá mudanças em nossas vidas, com certeza. E haverá mudanças no mundo também!

O texto acima, entretanto, nos dá grande segurança a respeito dessas inevitáveis transições. 

O Salmista está falando com Deus quando escreve: “Tu, porém, és sempre o mesmo”. Essa afirmação fala do atributo de Deus conhecido com “imutabilidade”. Essa é uma verdade ensinada do começo ao final da bíblia. O próprio Deus declara em Malaquias 3.6: “Porque eu, o Senhor, não mudo”. E o autor da carta aos Hebreus declara: “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente” (13.8).

E o Deus que não muda é também o Deus eternamente fiel. Todos nós encontramos grande conforto na letra do hino que diz:

Tu és fiel Senhor, dia após dia com bênçãos sem fim.

Tua mercê me sustenta e me guarda. Tu és fiel Senhor, fiel a mim! 

E a última parte do verso que citamos no início dessa meditação declara: “teus anos jamais terão fim”. Essa afirmação fala do atributo de Deus conhecido como “eternidade de Deus”. E o salmista afirma também no salmo 90: “De eternidade a eternidade tu és Deus”.

Nesse novo ano que se inicia, ao passarmos por mudanças, firmemo-nos com fé e esperança no Deus que não muda; que é eternamente fiel e que tem prazer em cuidar de nós. Fazendo isso perceberemos sua graça nos sustentando e sua palavra nos guiando.

Tenha um abençoado 2012.

Bispo João Carlos

No Cenáculo

Revista Escola Dominical