Biênio 2016 - 2017

Biênio 2016 - 2017

Pesquisar

Acesso Rápido ao Blog

Arquivo do Blog

Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também
ele é puro. 1 João 3:2-3

esperança é uma das grandes bênçãos de Deus para nós. Nosso relacionamento com Deus sempre envolve fé, e a verdadeira fé sempre leva à esperança.
Mesmo para os/as filhos/as de Deus, existem muitas coisas sobre o nosso futuro (tanto imediato como distante) que não são muito claras para nós. O próprio apóstolo Paulo já dizia que “agora vemos como que por espelho, obscuramente”. E no texto acima o apóstolo João parece fazer a mesma afirmação quando diz: “e ainda não é manifesto o que havemos de ser”.
Entretanto, a afirmação seguinte do apóstolo é uma afirmação que revela grande esperança: “Mas, sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque assim como é o veremos”.

Para aqueles/as que creem, a manifestação definitiva de Jesus no futuro não é apenas um desejo. E certeza absoluta, indiscutível, esperança viva.

Mas como é que essa esperança no futuro afeta a nossa vida no presente? Veja a última parte do texto acima: “E qualquer que nele tem essa esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro”.

A consequência dessa esperança para nós é que buscamos nos purificar porque o nosso Senhor é absolutamente puro. A vida cristã deve ser um processo no qual nos tornamos mais e  mais como Jesus. Esse processo  não será completado até que o vejamos face a face.

Então, nesse final de um ano e inicio de outro, o mais excelente alvo para o nosso futuro imediato (2014) é nos tornarmos mais como Jesus. 

Que nesse próximo ano, no nosso relacionamento com o nosso Senhor, todos nós sejamos purificados; santificados e tenhamos a nossa esperança renovada.

Que 2014 seja  um ano cheio de bênçãos para você!

Bispo João Carlos

No Cenáculo

Revista Escola Dominical