Biênio 2016 - 2017

Biênio 2016 - 2017

Pesquisar

Acesso Rápido ao Blog

Arquivo do Blog

"Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar." 1 Tessalonicenses 5:16-17

Pensando em como eu vou indo na caminhada cristã, o que martelou na minha cabeça foi: Constância. Tudo que Deus mais tem me pedido esses dias é para que eu seja constante. Ele não quer mais aquela coisa de momento, aquele sentimentalismo de "oba, oba"; não quer mais aquele relacionamento forçado só porque a galera tá indo naquela direção. Ele cansou daquilo de ser "crente" só nos momentos na igreja, ou quando os amigos se dispõem a orar juntos ou fazer vigílias. Esses momentos são importantes, são ricos e nos fazem crescer... Mas e quando estamos no nosso momento sozinhos, dentro do nosso quarto, ou caminhando para o trabalho?

Uma vez fiz uma devocional, cujo título era "Conversa constante", minha ficha caiu (mais uma vez) sobre o que Deus quer de nós. O texto utilizado foi o de 1 Tessalonicenses 5.16-23, mas os que mais me chamou a atenção foram os versículos 16 e 17: "Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar". Já li inúmeras vezes esse texto! Muitas vezes mesmo! Mas dessa vez teve um gostinho diferente. Quando lia esse texto pensava o quão chato e maçante seria eu ter que parar toda hora no meu dia para cumprir uma obrigação de orar, mas não é nada disso. Pra mim, agora, um versículo depende do outro, para que eu me regozije sempre, ou seja, esteja sempre alegre; é necessário que eu ore sem parar. Mas o que quer dizer isso?

Orar sem cessar não é parar várias horas do seu dia e cumprir um ritual fazendo uma conversa mecânica com Deus, mas sim andar sempre com os pensamentos elevados a Ele. Gosto de comparar a nossa relação com Deus com alguém bem próximo. Quando eu namorava, se eu pudesse, ligaria e falaria 24 horas por dia com meu namorado, mas como não podia, pensava nele boa parte do meu dia (é ainda assim, agora que estou casada e ele fica longe de mim). É, ou deveria ser, a mesma coisa com Deus.  Deveríamos sempre conversar com Ele, pensar o quanto Ele é bom por nos ter dado a vida, a oportunidade de trabalhar, de termos família, amigos. Se eu estivesse sempre ligada a isso, olha só, eu poderia juntar até as duas coisas: pensaria em Deus e no meu namorado ao mesmo tempo, quando agradecesse a Ele a oportunidade de ter um noivo! Risos.

Deus quer ser nosso amigo. Nosso pai. Alguém que está 24 horas nos nossos pensamentos e/ou conversas. Aí sim, somos completos, sempre regozijantes! Sem medo de ser feliz e de acharem que somos doidos conversando sozinhos, oremos sem cessar! 
por Anna Elisa Souza

No Cenáculo

Revista Escola Dominical