Biênio 2016 - 2017

Biênio 2016 - 2017

Pesquisar

Acesso Rápido ao Blog

Arquivo do Blog

   Provérbios 15.1: “A palavra branda desvia o furor, mas a palavra dura sucita a ira”.

A campanha política encerrada no último domingo foi a campanha do ódio, tendo como objetivo “desconstruir o oponente” e esse tom adotado pelos candidatos foi transmitido a outros brasileiros, principalmente pelas redes sociais, e me preocupa para onde isto possa estar nos levando. O fato é que houve um acirramento dos ânimos dos eleitores, e as discussões extrapolaram o campo dos debates entre adversários políticos e ganharam como protagonistas amigos e familiares que entraram em conflito por conta de suas escolhas políticas.
          
Vimos como resultante deste tipo de campanha foi o número de amizades desfeitas pela política. Quanta injúria foi proferida contra um e outro candidato para que influenciasse as pessoas a não votar no oponente, parecendo que um tinha vontade de esganar o outro e isso foi passado para a população, que passou a ter a mesma vontade de fazer com aqueles que discordavam de suas opções políticas. Com isso, quantas relações afetivas se desmancharam derretida pelo fogo desta paixão? Será que valeu a pena?

Vemos hoje um país cheio de conflitos e o que menos precisamos no momento não é desqualificar as pessoas que amamos e que votaram e pensam diferente de nós. É nas divergências que crescemos, que somamos, que nosso ponto de vista passa a ser ampliado para uma visão mais abrangente. As relações pessoais não podem ser pautadas por superficialidades ressentidas e agressivas como temos visto. Por mais diferente que possa ser da nossa opinião, temos que olhar o que o outro tem de melhor a oferecer e nos unirmos, pois manter a crise e as hostilidades não pode ser o projeto do futuro de ninguém.

A divergência de pensamentos não é para desconstrução e sim para ampliação de um futuro para maior qualidade de vida e relacionamentos, não é para virar cruzada para destruir o adversário, mas tentarmos caminharmos juntos, discordando, mas trocando ideias para vencer os nossos problemas pessoais e de nosso país, que não são poucos. Não precisamos acrescentar a eles a intolerância, o ressentimento e a baixaria que busca se vingar.  Hoje é um outro dia, vamos todos juntos construir o lugar onde conviveremos a cada dia, e com certeza ele ficará melhor, e juntos disfrutaremos disto.

Pastor Gilson Michelato

No Cenáculo

Revista Escola Dominical